PM prende acusado de tráfico na Vila São Jorge

A Polícia Militar de Ituverava prendeu na madrugada de quarta-feira, dia 16 de maio, um rapaz, de 19 anos, já conhecido nos meios policiais, acusado de tráfico de entorpecentes.
Além de ser autuado em flagrante, segundo a polícia, existem denúncias e investigações em cursos, o que poderão acarretar-lhe outras prováveis condenações. Na “biqueira”, no entanto, instalada na rua Catarina Carneiro, próxima aos fundos do Cemitério Municipal na Vila São Jorge, a Polícia Militar apreendeu maconha, crack e cocaína, além de R$ 190 em dinheiro e aparelhos celulares para averiguações. O local já era apontado por denúncias anteriores como ponto de venda de drogas. No momento da chegada da Polícia, contudo, também foram detidos usuários de entorpecentes. A PM foi acionada inicialmente para atender ocorrência dando conta que uma mulher, de 40 anos,
estaria nas proximidades da residência a fim de adquirir drogas. Os gritos da suposta usuária teriam chamado atenção de populares que acionaram o fone 190. Chegando ao local, a mulher do lado de fora, afirmou estar na ‘biqueira’ a procura de sua filha que também seria usuária. Ao ingressar no imóvel, os policiais encontraram
dois suspeitos de tráfico e um terceiro envolvido, de 19 anos, que admitiu estar no local com a finalidade
de comprar e usar drogas. Um dos acusados de tráfico tentou fuga, porém, foi detido e confessou ter atirado uma porção de maconha no telhado. No interior da casa também foi encontrado o amásio da mulher, mecânico de
42 anos, também conhecido nos meios policiais como usuário de tóxicos. Iniciando as buscas foram encontradas 13 porções de maconha sobre o telhado. De cima da casa, os PMs visualizaram no quintal vizinho de fundos recipientes
gerando suspeitas de estarem acondicionando drogas. Ao verificar do que se tratava, foram encontradas 24 cápsulas contendo cocaína em um pote e 18 porções de crack que estavam na outra embalagem. Diante das evidências,
um dos suspeitos confessou a prática de tráfico. Encaminhados ao plantão da Delegacia, foi ratificada a voz de prisão. Os rapazes ficaram à disposição da Justiça, encaminhados para audiência de custódia sendo um deles, IRDF, 19, conduzido para o Centro de Detenção Provisória de Franca. Os usuários das drogas e o outro envolvido foram
liberados após prestarem esclarecimento, sendo qualificados, porém, como possíveis testemunhas a fim de serem intimados futuramente para depoimentos.