Fundador

Cleso Barbosa da Silva (Geléia) , nascido no dia 16 de agosto de 1948.
Filho de Benedito Rosa da Silva (Falecido) e Colandir Barbosa da Silva, sendo o mais velho entre os irmãos Cleusa, Cláudio (in memoriam), Maria Amélia, Clélia,Márcio e Márcia.
Aluno da Escola Fabiano Alves de Freitas, começou trabalhar na tipografia do Jornal Cidade de Ituverava, de então propriedade de Muchir Miguel Francisco,como aprendiz onde foi tipógrafo e impressor, gerente e redator.
Serviu ao Tiro de Guerra de Ituverava no ano de 1967. Foi jogador de futebol amador pelo Clube Atlético Paulistano, do bairro Largo do Rosário, equipe que também foi dirigente. Foi eleito vereador no ano 1972, exercendo a vereança no município de Ituverava de 1973 a 1976, período que a atividade de representante do povo não era remunerada. Concorreu em 1976 nas eleições majoritárias como candidato a vice-prefeito tendo como companheiro de chapa seu colega e também vereador na época Silvio Rafael Barbosa. Sempre ligado ao Esporte, foi vice-presidente da CME (Comissão Municipal de Esportes) na gestão do prefeito Lúcio Adalberto Lima Machado e presidente da Comissão Municipal de Esportes na gestão do prefeito Ecyr Alves Ferreira, cargo que não era remunerado, porém, responsável pelas organizações de campeonatos na cidade, torneios, provas e apoio às delegações e atletas que representaram a cidade em eventos regionais e estaduais. Exerceu a função de diretor de comunicação na gestão do prefeito Archibaldo Moreira Coimbra. Foi também presidente do diretório municipal do PMDB, época em que partido tinha o governador do Estado, Orestes Quércia, sendo interlocutor com diversos deputados, participante de inúmeras conquistas para o município, tendo exercido outros cargos no partido, como secretário e delegado. Em 1.974 fundou sua própria empresa Salto Belo Editora Gráfica e Publicidade Ltda e, em primeiro de maio de 1.983 lançou a primeira edição do Jornal O Progresso, aliando confecção de materiais gráficos comercial e editorial com o jornal semanário, que prossegue suas atividades em nossa cidade. Teve como parceiro no início de jornada o amigo Manuel Simão Moreira (Nenê), além de muitos incentivadores. O Jornal O Progresso iniciou suas atividades no sistema de tipografia e evoluiu ao longo dos anos sob a direção do jornalista Cleso Barbosa da Silva, que na direção da empresa demonstrou também ser empreendedor. O semanário evoluiu no segmento gráfico como impressão em off-set e se tornou o primeiro veículo de comunicação impressa colorido produzido em Ituverava, através de sua impressora rotativa, encontrada somente em grande centros. Assim na direção de Cleso Barbosa da Silva, o jornal O Progresso agregou valores com cadernos culturais, sem perder o seu perfil de defender Ituverava, valorizar sua comunidade, seus talentos e apoiar os interesses da população, seguindo inclusive o perfil ideológico de seu fundador. As páginas do jornal sempre estiveram abertas para divulgações de manifestações culturais, eventos da cidade como incentivo aos artistas, esportistas e às instituições filantrópicas, bem como as ações beneficentes. Cleso faleceu aos 63 anos no dia 23 de maio de 2012, tendo sido, portanto, por 29 anos diretor responsável de um dos principais órgãos de imprensa de Ituverava e do interior do estado de São Paulo, que hoje possui 34 anos de circulação ininterrupta. Casado com a professora aposentada Vani Fontebassi da Silva, são seus filhos Gerson Fontebassi da Silva, casado com Márcia Justino Barbosa da Silva e Almir Fontebassi da Silva, casado com Lídia Marcondes Fontebassi e seus netos: Gabriela, Rafael e Rogério José. O saguão dos artistas “Jornalista Cleso Barbosa da Silva”, no Centro Cultural Professor Cícero Barbosa Lima Júnior, foi denominados através de um projeto de lei 044/2017, aprovado por unanimidade, de autoria dos vereadores Andréa Fonseca Yamada Scotte e Carlos Magno Quireza Jacob Lima Machado, sob a presidência do vereador João Batista Nogueira, sancionado pela prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado, como Lei Municipal 4.442/2017, subscrita pelo secretário executivo José Sérgio Cerqueira, com apoio do secretário de Cultura, Turismo e Lazer, Wlamir Tony Lucas Ribeiro.
Também o estádio municipal, localizado no Ginásio Municipal de Esportes Orlando Seixas Rego, recebeu nome de Cleso Barbosa da Silva, por um projeto de lei do vereador Célio Eurípedes da Silveira, que foi sancionado como lei municipal pelo então prefeito Walter Gama Terra Júnior.